Primeira turma do Curso de Formação de Professores Primários em Brasília

Minhas lembranças sobre a educação em Brasília

Primeira turma do Curso de Formação de Professores Primários em Brasília

Cheguei em Brasília em maio de 1960 e tive o privilégio de pertencer à primeira turma a fazer o curso primário completo no Centro de Educação Média da Fundação Educacional do Distrito Federal. O meu diploma foi expedido pelo Centro de Educação Média, Elefante Branco, como passou a ser conhecido. Mas o primeiro ano foi realizado no Ginásio da CASEB, primeira escola pública construída para a inauguração de Brasília. O Elefante Branco foi inaugurado em 1961, quando o Curso Normal para lá se transferiu.

O Curso Normal em Brasília se propunha a ser revolucionário. No primeiro ano não tivemos disciplinas isoladas. O currículo foi organizado por meio das seguintes unidades de trabalho: Prédio escolar; Matrícula escolar; Organização de classe; Programa e currículo de escola primária; e Horário escolar. Os conteúdos tradicionais estavam aí incluídos.

Esta não foi a única novidade do curso: tínhamos horário integral. Trabalhávamos segundo as unidades de trabalho pela manhã e, à tarde, pertencíamos a clubes variados.

Porém, no ano de 1961 foi abandonada essa sistemática inovadora e as disciplinas costumeiras desse curso foram distribuídas nos dois anos restantes: Prática de ensino; Didática Geral; Metodologia da Linguagem, da Matemática, dos Estudos Sociais, da Ciências Sociais e das Ciências Naturais; Higiene e Puericultura; História de Educação; Sociologia da Educação; Filosofia da Educação; Português; Matemática; Física; Química; Geografia; História; Inglês; Espanhol; Educação Física; Educação para o lar; Desenho; Música.  

Ao final do primeiro ano, tivemos uma nota para cada unidade de trabalho e, ao final do segundo e do terceiro, uma nota para cada disciplina. No verso do diploma foi registrada a média final do curso. Obtive 9,3. A razão disso eu nunca soube.

Como se pode perceber, Brasília perdeu a oportunidade de construir uma formação de professores que trouxesse contribuições para o país. A legislação rígida não permitiu. Todos os professores que para cá vieram eram graduados, concursados e jovens. Não me lembro nitidamente, mas me parece que nem todos tinham experiência em formação de professores, principalmente os mais jovens.

Não me lembro de ter estudado o tema avaliação em todo o curso.