Professor de História leva atividades impressas para estudantes

Arthur, professor de História de uma escola pública da região periférica de Recife, leva, de bicicleta, atividades impressas para seus estudantes de 6º e 7º anos do ensino fundamental, uma vez por semana. As atividades são colocadas dentro de um envelope amarelo, o que demonstra o carinho com que trata seus estudantes. Vai à porta da casa de cada um deles. Isso acontece às sextas-feiras. Na seguinte, ele volta para recolher as respostas e, em seguida, preparar as seguintes. Este é um trabalho remoto individualizado. Arthur conhece as necessidades de aprendizagem de cada um de seus estudantes, o que é admirável.  

Arthur é mestre em História e merece nosso respeito. Imagino que existam muitos professores desenvolvendo ações como esta. Será que as autoridades educacionais se interessam em conhecer o que acontece nas escolas pelo Brasil afora? Somos uma grande nação, com muitas potencialidades, mas entregue a governos irresponsáveis e inconsequentes.